Header Ads


Oposição ingressa com pedido de CPI das Licitações, contra o Governo de Amazonino



AMAZONAS - O deputado Sabá Reis (PR) protocolou na Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE), a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das licitações, realizadas pelo governo de Amazonino Mendes (PDT).
Conforme Reis, o governo fez 535 dispensas de licitação, o que envolve valores de R$ 451 milhões.


Além de Sabá assinaram a CPI o deputado Platiny Soares (PSB), Abdala Fraxe (PODE), David Almeida (PSB), Francisco Souza (Podemos), José Ricardo (PT), Luiz Castro (REDE) e Serafim Corrêa (PSB), totalizando oito assinaturas, quantidade suficiente para instauração da investigação.
O presidente da Assembleia, deputado David Almeida, pregou cautela na investigação. Agora, o processo está a cargo dele, pois é o presidente que encaminha a CPI.

“Vamos seguir o regimento. Vou encaminhar tudo pra a Procuradoria da Casa que vai dar seu parecer. Em aproximadamente 15 dias eu já poderei dar o encaminhamento necessário”, afirmou.

O líder da base aliada ao governador, deputado Dermilson Chagas (PP) criticou a CPI afirmando que ela é um instrumento politiqueiro.

“Não passa de bravata e bacaba do deputado Sabá Reis. Quer ser o paladino da moral. Não lê os jornais, ou se leu não quis falar. Infelizmente é só agressão que não resulta em nada. Violência tem em todo lugar, falem do passado, esses erros são de anos. O Estado paga caro por essa omissão dos deputados que apoiavam Melo e agora dificultam o trabalho do governador”
O deputado Adjuto Afonso (PDT), que também é da base aliada, defendeu que fossem investigados governos de dez anos até o momento. Ele criticou alguns deputados que hoje são oposição como Sabá, David e Platiny que na última CPI proposta na casa, que investigaria desvios na Agência de Fomento do Amazonas (Afeam), retirou a assinatura inviabilizando a sua instauração.

CPI contra David
Os deputados da base aliada ao governador cogitaram ingressar com uma CPI contra o presidente da Casa, deputado David Almeida.
De acordo com eles, enquanto Almeida foi governador interino do Estado, realizou atos que necessitam de investigação. Um deles é um contrato bilionário feito na Superintendência de Habitação do Estado (Suhab).
Almeida respondeu afirmando que essa proposta da base é apenas uma estratégia para amenizar os impactos da CPI contra Amazonino.



Nenhum comentário:

Mídia Social Ronaldo Aleixo . Tecnologia do Blogger.